Posted by: kohlerortofacial | November 17, 2014

Mais de 75% das crianças desenvolvem anomalias dentofaciais

ImageProxyDr. Gerson I. Köhler

O acompanhamento do crescimento e desenvolvimento do rosto durante a infância é de fundamental importância para a futura beleza, harmonia e expressividade da face adulta. A Ortodontia Pediátrica e a Ortopedia Facial são as especialidades que fazem este acompanhamento com muita eficiência e eficácia durante o período de crescimento facial.
Os dentes das crianças são sempre uma das grandes preocupações que os pais tem quando a gengiva é rompida pela primeira vez. Os dentes decíduos (conhecidos como “de leite”) surgem a partir dos seis meses de idade e – por incrível que pareça – a amamentação natural tem um papel fundamental nesta fase de crescimento do rosto e da boca da criança enfatiza o especialista Gerson I. Köhler.

“Ao mamar no seio da mãe, as estruturas ósseas da face são preparadas pela musculatura do rosto (especialmente quela chamada de ‘mastigatória’) para receber os dentes de leite. O correto desenvolvimento do rosto – esclarece Juarez Köhler, da Köhler Ortofacial – influencia a mastigação, a deglutição, a comunicação e as demais funções faciais e bucais, além de atuar sobre a estética do rosto como um todo.

Gerson Köhler, professor-convidadado da UFPR, pós-graduação em Ortodontia e Ortopedia Facial, explica que hábitos inadequados – expressos pela incorreta ação muscular – podem afetar o crescimento facial da criança. Entre os mais nocivos destaca a respiração inadequada feita pela boca, a sucção de dedos (chupar dedos), o uso de chupeta além dos 3 anos e a falta de estímulos para o amadurecimento das estruturas faciais dos pequenos.

A prevenção ou a correção de irregularidades da ação dos músculos sobre o desenvolvimento ósseo do rosto é assunto diretamente relacionado à Ortodontia Pediátrica e à Ortopedia Facial.

Estas especialidades, esclarecem os dois especialistas, são consideradas ramos da odontologia, com ênfase no diagnóstico, prevenção e tratamento de irregularidades da posição dos dentes nas arcadas e do crescimento facial a um só tempo. A Ortodontia está relacionada à posição dos dentes em suas arcadas ósseas e a Ortopedia Facial está ligada ao correto crescimento e desenvolvimento das estruturas ósseas do rosto, principalmente da região dentofacial.

Os profissionais que atuam nestas duas importantes áreas que garantem sorrisos em faces harmoniosas e perfeitas são odontologistas pós-graduados em Ortodontia e Ortopedia Facial. A prevenção e a correção das relações desarmônicas entre as bases ósseas podem – e devem – ser feitas durante a infância. Não que não possam ser efetuadas mais tarde, na adolescência, mas nesta fase do crescimento os resultados já não conseguem ter a mesma eficácia que se obtém durante a infância, destacam os especialistas Gerson e Juarez Köhler.

“O tratamento com a tempestividade (às vezes chamada de precocidade) necessária é mais eficaz, pois o período de crescimento ativo permite o redirecionamento do crescimento dos ossos do rosto e do correto posicionamento dos dentes em suas arcadas e destas entre si. O objetivo deste tratamento no tempo certo é promover bem-estar, melhorar a qualidade de vida do paciente pediátrico e contribuir para o potencial de beleza, harmonia e expressividade facial, observa Gerson I. Köhler

A partir da idade pré-escolar (normalmente a partir dos 6 anos, ou antes se necessário) já é possível fazer o acompanhamento ortopédico facial e ortodôntico. Diversas pesquisas pediátricas sobre o crescimento facial – explicam os especialistas – apontam que aos quatro anos o rosto infantil já tem 60% do tamanho que terá na fase adulta.

Portanto, nesta ainda tenra idade, sobram somente 40% de potencialidade de crescimento do rosto e isto precisa ser administrado terapêuticamente se algo estiver anormal em termos de crescimento e desenvolvimento. Com o passar dos anos, destaca Juarez Köhler, este potencial terapêutico tende a diminuir até chegar à idade dos 12 anos, quando o rosto da criança já está com a compleição e tamanho quase de uma face adulta.

A capacidade de normalizar os possíveis desvios de crescimento e desenvolvimento que podem ocorrer no crescimento facial vai gradativamente ficando menor em função da idade da criança. Em outras palavras pode-se dizer que a capacidade terapêutica de normalização do crescimento do rosto infantil decresce na razão inversa da idade, pois aos 12 anos de idade, cerca de 80% do crescimento total do rosto da criança já ocorreu.

Felizmente existe, atualmente, um conceito moderno de Ortodontia Pediátrica de Acompanhamento (OPA) para cuidar desta área dentofacial. As crianças com 5 anos de idade (ou até menos, se necessário) já podem utilizar aparelhos ortopédicos faciais intrabucais para tratar as anomalias dentofaciais incipientes, que incluem os aspectos ortodônticos (posição dos dentes em suas arcadas) e o relacionamento entre as bases ósseas que contém as arcadas dentárias.

Estes aparelhos funcionais são pré-fabricados (não necessitando de moldagens da boca, que nesta idade pode ser difícil de ser obtida), sendo de uso simples, descomplicado e indolor enfatiza Gerson I. Köhler.

Os dispositivos em questão, acrescenta Juarez Köhler, tratam os ossos e os músculos do rosto com a finalidade de corrigir eventuais alterações que estejam em curso no crescimento e desenvolvimento da face infantil.

O Professor Köher acrescenta que os tratamentos em idade tempestiva (em idade certa) costumam ser rápidos e muito importantes para evitar que as anomalias dentofaciais se acentuem e estejam presentes de modo agressivo a partir da pré-adolescência, quando geram inclusive problemas sobre a auto-imagem e auto-estima da criança.

Infelizmente, finalizam os especialistas da Köhler Ortofacial, nem todos os pais conhecem a Ortodontia Pediátrica de Acompanhamento – OPA. A divulgação deste conceito é essencial para que o rosto das crianças possa se desenvolver em sua melhor forma de harmonia, beleza, função e saúde. Se você tem filhos que se enquadram dentro do que foi escrito acima, procure um especialista com a máxima urgência. Sua criança agradecerá pelo visual bonito e harmonioso de seu rosto e pela qualidade de vida que isto lhe trará.

Fontes:

– Gerson I. Köhler e Juarez F. W. Köhler são membros especialistas da ABOR – Associação Brasileira de Ortodontia e Ortopedia Facial, entidade vinculada internacionalmente à World Federation of Orthodontics – WFO, com sede nos EUA.

– The effect of mouth breathing versus nasal breathing on dentofacial and craniofacial development in Orthodontic paients. Laryngoscope, 2010

– Preventing dentofacial abnormalities with the proper correction of pediatric upper airway obstruction. Arch Otolaryngol Head Neck Surg. 2005 oct.

– Dentofacial development abnormalities in paediatric sleep-related breathing disorders. Acta Otorrinolaringol Esp. 2011 Mar-Apr

5- See more at: http://www.blogizazilli.com/index.php/destaques/mais-de-75-das-criancas-desenvolvem-anomalias-dentofaciais#sthash.9Z7NqDml.lYlyR2b3.dpuf


Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Categories

%d bloggers like this: