Posted by: kohlerortofacial | November 17, 2014

Alterações dentofaciais e desconfortos em cabeça, pescoço e ombros

Alterações na posição postural da mandíbula podem influenciar, danosamente, toda a musculatura do rosto, cabeça e pescoço, gerando, progressivamente, desconfortos e prejuízos ao bem-estar e qualidade de vida.

Segundo Gerson I. Köhler, as anomalias dentofaciais, que englobam o processo de oclusão (fechamento) e desoclusão (abertura) da boca através do contato dos dentes entre si (em suas diversas funções e principalmente nas disfunções) podem estar associadas a questões desconfortantes que se expressam no rosto, na cabeça (principalmente cefaléias tensionais) e também na coluna cervical (região do pescoço).

Estudos recentes, realizados no Departamento de Ortodontia de Ortopedia Facial da Nihon University of Medicine and Dentistry, no Japão, enfocam a complexidade dos denominados efeitos biomecânicos (gerados através da atividade muscular) sobre a coluna cervical que é interligada – via muscular – com as funções mastigatória e deglutitória (a deglutição, o ato de engolir).

Para Juarez Köhler, especialista associado à Köhler Ortofacial/Ortodontia e Ortopedia Facial, o estresse (a tensão ou pressão percebidas) distribuído entre os dentes, os ossos que os contém (maxila e mandíbula) e a neuromusculatura (principalmente a mastigatória e facial) costuma repercutir-se – pela indissociável relação de solidariedade dos músculos da região – por toda a área compreendida também pelo pescoço, que engloba a coluna cervical, podendo expressar-se, inclusive, na região de ombros.

Esta consideração – interpretando o ser humano em sua integralidade – nos permite deduzir que as alterações da musculatura corporal podem – também e por sua vez – influenciar ta mandíbula em sua questão postural no rosto. E, quando a mandíbula está posturada de forma inadequada, em função da oclusão dentária anormal, isto pode gerar problemas durante a fase infantil, adolescente e principalmente adulta das pessoas informa o especialista Gerson I. Köhler.

Para Juarez Köhler, alterações na posição postural da mandíbula (cujo contato com a maxila se faz através dos dentes) podem influenciar, por sua vez, numa espécie de ciclo vicioso, toda a musculatura da face, da cabeça e do pescoço.

Dados semelhantes aos divulgados pelos japoneses foram obtidos também por pesquisadores finlandeses nos anos 90 do século passado. Segundo o professor Gerson I. Köhler, os resultados destas pesquisas evidenciam que quando a oclusão dentária está inadequada, os resultados danosos (em termos de desconforto e até dor) podem, inclusive, ultrapassar a região de rosto, cabeça e pescoço e se fazerem presentes pelo corpo em geral, principalmente na região da coluna vertebral, já a partir da coluna cervical (do pescoço).

É importante observar – afirma o especialista – que as ciências da saúde envolvidas com estas questões desconfortantes (da região de cabeça, face e pescoço) devem continuar investigando o relacionamento existente entre as anomalias dentofaciais (popularmente chamadas de ‘problemas ortodônticos’) com as questões desconfortantes e dolorosas que podem acometer o rosto, a cabeça, o pescoço e se manifestar inclusive na região de ombros.

Para Juarez Köhler existe – principalmente em quem respira inadequadamente pela boca – uma adaptação postural da cabeça que pode,também gerar alterações do posicionamento da mandíbula, desorganizando a oclusão dos dentes entre si, podendo gerar questões desconfortantes na região craniocervicofacial, isto é, de face, cabeça e pescoço. Explica o especialista em Ortopedia Facial que nestes casos – de respiração bucal – ocorre, inclusive uma postura de cifose, com inadequação da ação muscular de toda a região, gerando uma posturação corporal alterada. Quando esta adaptação postural ocorre (com presença de cifose) ela se faz presente para permitir que a respiração seja feita pela boca. A posição cifótica – via de regra geral ligada a respiradores bucais – deixa a pessoa levemente corcunda, com os ombros voltados para a frente e a cabeça estendida para trás. É claro, complementa Gerson I. Köhler, que – se isto ocorre em uma criança em crescimento e desenvolvimento – as questões de normalidade do formato do rosto se alteram. E a oclusão dentária – como parte integrante do rosto – se apresenta de forma progressivamente alterada, com todas as consequências estéticas, funcionais – e desconfortantes – que disto resultam.

Se seus filhos estão dentro das condições descritas – ou você mesmo – procure, com a urgência necessária, um especialista de sua confiança nas especialidades de Ortopedia Facial e Ortodontia. Há necessidade de uma correta avaliação e diagnose do que esteja ocorrendo. A vida futura, o conforto, o bem-estar e a qualidade de vida vão agradecer, e muito, por esta atitude.

Fonte:

– Juarez F. W. Köhler e Gerson I. Köhler são membros especialistas da ABOR – Associação Brasileira de Ortodontia e Ortopedia Facial, filiada internacionalmente à World Federation of Orthodontists –WFO – USA – E-mail – kohler010@gmail.com – Blog – kohlerortofacial.wordpress.com – Fones 41.3224.4883

7- See more at: http://www.blogizazilli.com/index.php/destaques/alteracoes-dentofaciais-e-desconfortos-em-cabeca-pescoco-e-ombros#sthash.xWl67joj.dpuf


Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Categories

%d bloggers like this: