Posted by: kohlerortofacial | April 2, 2013

Entenda a relação entre as questões craniofaciais (um dos objetos da moderna Ortopedia Facial/Ortodontia) com o zumbido e outras sensações percebidas como sendo nos ouvidos (pseudo-otalgias, ‘tamponamentos’, tonturas/vertigens, etc).

image001Dra. Rita Guimarães (otoneurologista) e Dr. Gerson Köhler (ortopedista facial). membros do GIPZ (Grupo de Informação a Pacientes com Zumbido), em uma das palestras que ocorrem sempre na primeira 6ª. feira de cada mês, no 5. andar do Anexo B do Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná, em Curitiba. A entrada às palestras é franca, bastando agendar pelo fone 41.3225-1665.

O zumbido, som ouvido na cabeça ou nos ouvidos sem fonte externa, é um sintoma que pode indicar a presença de problemas a partir da ação inadequada da boca em sua diânimica de funcionamento. O bruxismo, denominação do aperto de dentes provocado pelo excesso de força da musculatura facial, pode causar a compressão de áreas vascularizadas e inervadas próximas aos ouvidos (nos meniscos das ATMs). “O cérebro pode, em determinados casos, decodificar os sinais da compressão – e mesmo de estiramento da região meniscal de ATMs – como zumbido. O diagnóstico diferencial é feito a partir da realização de determinados movimentos musculares que envolvem a face, a cabeça e o pescoço. A checagem da qualidade do sono também é fundamental nestas situações e ela é feita através de um exame específico chamado polissonografia. Ela – a PSG – detecta, entre outras variáveis da arquitetura do sono, se estão existindo, em nível anormal, os chamados RMMA (rhytmic masticatory muscle activity). Isto nada mais é do que um apertamento silencioso dos dentes durante o sono – promovido pela atividade da musculatura mastigatória, de forma ritmica e exagerada – e ocorre com maior intensidade e quantidade em pacientes que sejam portadores de rinite alérgica, os chamados pacientes atópicos. Isto explica o fato de que muitos pacientes percebem seu sintoma de zumbidos de forma mais intensa pela manhã ao acordar.

A atuação do ortopedista facial/ortodontista em pacientes com zumbido acontece após a indicação do otorrinolaringologista/otoneurologista”, explica o especialista Gerson Köhler, professor convidado da pós-graduação da UFPR desde 1988.


Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Categories

%d bloggers like this: