Posted by: kohlerortofacial | May 20, 2010

Quanto antes o seu filho usar aparelho dentário, melhor o resultado

Atualmente, muitos adolescentes usam aparelho dentário para terem o sorriso perfeito ou tratar algum problema disfuncional da região dentofacial.  Os jovens que precisam utilizar esses aparelhos corretivos para os dentes são aqueles portadores das modernamente chamadas anomalias dentofaciais – o popularmente chamado “problemas ortodônticos”.
De acordo com o ortodontista e ortopedista facial Gerson Köhler, essas anomalias remetem, com maior precisão e abrangência, à verdadeira expressão do que esteja ocorrendo de inadequado na região dentofacial de uma criança ou adolescente e não apenas se restringe à posição dos dentes nas suas arcadas. “Elas levam em consideração a verdadeira grandeza e amplitude do que esteja ocorrendo, considerando além dos dentes, as estruturas ósseas faciais, a neuromusculatura facial, principalmente aquela envolvida com os movimentos bucais, sejam eles na fala, na mastigação ou na deglutição de alimentos”, diz.
Köhler que também é professor convidado da UFPR (Pós-Graduação), desde 1988, explica que esses problemas, que se expressam com maior intensidade na adolescência costumam ser aqueles que não foram devidamente diagnosticados e tratados na infância e na pré-adolescência. “O conceito – já superado – de esperar até o indivíduo chegar à adolescência para tratar as anomalias dentofaciais não deve pautar as modernas e atuais condutas diagnóstico-terapêuticas das especialidades envolvidas com tais tratamentos (a Ortodontia, a Ortopedia Facial, a Ortopedia Funcional dos Maxilares e a Mioterapia Orofacial entre outras)”, complementa.
Em termos médicos, qualquer problema orgânico deve ser tratado tão logo seja diagnosticado. Se algo anormal em termos de crescimento facial ou questões de posicionamentos de dentes em suas arcadas for detectado já na idade pré-escolar (normalmente entre os 3 e os 6 anos de idade) haverá sempre uma forma de tratamento específica para aquela situação.
“A precocidade de intervenção terapêutica tem a capacidade de normalizar ou de, no mínimo, minimizar a evolução do quadro clínico alterado que se apresenta. Não podemos nos esquecer que o rosto de uma criança de quatro anos já atingiu cerca de 60% do tamanho que deverá ter quando adulto. E, aos 12 anos, já alcançou 90% do seu tamanho final”, afirma Köhler.
O ortodontista e ortopedista facial finaliza: “Nunca é demais dizer que a utilização de aparelhos corretivos normalizadores, principalmente os fixos aos dentes, exigem uma série de cuidados especiais para que os mesmos não sejam danificados e virem a gerar efeitos colaterais não esperados e, por isto mesmo, potencialmente nocivos à própria movimentação dos dentes, que se encontra em curso como objetivo do tratamento normalizador”.


Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Categories

%d bloggers like this: