Posted by: kohlerortofacial | August 27, 2009

As mulheres grávidas podem desenvolver mais problemas nas ATMs?

adrPesquisas médicas no campo da dor e desconfortabilidade de articulações indicam que a mulher tende a enfrentar, muito mais do que os homens, inúmeras condições dolorosas.
Além de desconfortos em pescoço e ombros, cefaléias tensionais, enxaquecas pós-puberdade, elas são mais suscetíveis aos distúrbios de ATMs (articulações temporomandibulares, próximas aos ouvidos). A prevalência de dor/desconfortos em ATMs no sexo feminino é da ordem de 1,5 par 1 com relação aos homens.
Principalmente quando está presente a condição – muito freqüente nas mulheres – de hipermobilidade articular sistêmica, que se acentua durante a gravidez, com probalidade de aumento de condições dolorosas e desconfortantes articulares.
As articulações corporais estão suscetíveis – no período gestacional – a sofrerem com traumas pontuais e problemas sistêmicos. As pessoas que apresentam a hipermobilidade articular têm os ligamentos frouxos, ou seja, com capacidade de movimentar os pontos articulados além do que seria natural, logo, estão predispostas a sofrerem lesões ou luxações.
As articulações temporomandibulares (ATM) fazem parte deste jogo, inclusive, são as mais requisitas, movimentadas e complexas de todo o corpo. Elas são as únicas com capacidade de mover-se em todos sentidos na vertical e na horizontal. Como a sua mobilidade já é naturalmente surpreendente, podemos ter ideia do que pode acontecer com quem tem as articulações ainda mais flexíveis.
Durante a gravidez, o organismo da mulher sofre a descarga de inúmeros hormônios que adaptarão o corpo ao período de gestação. Uma dessas substâncias é a relaxina, cuja função – junto com a progesterona e o estrógeno – é aumentar a circulação sanguínea e promover o relaxamento generalizado das articulações. Isso é necessário para os ossos cedam e o bebê “caiba” confortavelmente na barriga da mãe.
Só que o efeito da relaxina também se reflete nas ATMs e, caso a mulher apresente hipermobilidade articular sistêmica, a chance de deslocamentos da mandíbula pode  aumentar consideravelmente, principalmente a partir do sétimo ou oitavo mês. Durante o parto normal é importante ter – também – cuidados com a paciente, pois o  esforço para dar a luz ao neném pode disfuncionar as ATMs, normalmente pelos apertamentos dos dentes presentes.
Dessa forma, é importante um acompanhamento da gestante no decorrer desse período tão complexo, por parte de um especialista em  Disfunções das ATMs e Reumatologia. Tudo para que se garanta uma gravidez muito especial e sem grandes problemas ou desconfortos.

Advertisements

Responses

  1. Olá, sou estudante de fisioterapia e desejo saber se vcs tem algum artigo que fale sobre a incidência de DTM nas grávidas. O meu TCC está relacionado a isso e não achei muita coisa até agora.
    Desde já agradeço pela ajuda.


Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

Categories

%d bloggers like this: